Artigos

Apocalipse de São João e a Ciência da Grande Obra

Continuando nossa série de artigos sobre a desvelação que o VM Samael Aun Weor fez a respeito do livro de Gênesis da Bíblia, falaremos agora sobre o Apocalipse de São João e a Ciência da Grande Obra.

 

Veja a 1ª parte do estudo: O homem à luz do Gênesis

Veja a 2ª parte do estudo: Alquimia: o trabalho com as águas

Veja a 3ª parte do estudo: A grande oitava: o homem do Sétimo Dia

Veja a 4º parte do estudo: O caminho de Compostela

Grande obra Gnosis

Há um livro sim, que nos pode guiar a todos.É um livro muito sábio, mas ninguém o entende. Qualquer um pode comprá-lo, mas ninguém, tendo-o em suas mãos, é capaz de abri-lo.

Quem é digno de abrir o livro e desatar seus selos?

Ninguém poderia, nem nos Céus, nem na terra, não há quem possa abrir o livro e desatar seus selos; trata-se do APOCALIPSE de São João;

Esse livro não entende ninguém, graças a isso não o adulteraram; se não a estas horas já seria um cadáver; porém, como ninguém o entende, deixaram-no em paz.

No Apocalipse de São João está toda Ciência da Grande Obra.

Santigo aparece com o Apocalipse em sua mão, leva uma vara, em seu chapéu uma concha marinha; se apoia em seu báculo (a vara), com a outra mão empunha o Apocalipse (enrolado) e em seu chapéu surge uma concha; o chapéu dele é algo muito curioso, está feito com uma coisa estranha, uma abóbora.

Recordemos, pois, que precisamente na Idade Média, muitos místicos tinham a Água Bendita em uma abóbora; água sagrada, ou seja, o Mercúrio da Filosofia Secreta.

O Apocalipse pode guiar-nos se RECEBERMOS OS ENSINAMENTOS DO PAI de todas as Luzes; não é possível receber se não ATRAVÉS DE SANTIAGO.

Santiago é o Mercúrio da Filosofia Secreta, e o Mercúrio há que prepará-lo na Forja dos Ciclopes, no Laboratório- Oratório do Terceiro Logos, ali se prepara o Mercúrio com que há que trabalhar…

Necessitamos de um MERCÚRIO ENXOFRADO, o mercúrio, o enxofre devidamente mesclado com o Sal Sublimado.

Voltando ao Gênesis, dissemos que é uma Obra que tampouco entendemos. A Bíblia começa com Gênesis e conclui com o Apocalipse. Quem entende o Genesis e quem entende o Apocalipse?Ninguém.

ALQUIMIA

Quando alguém está criando dentro de si o Homem feito à imagem e semelhança de Deus, obviamente está trabalhando com a mesma força com a qual Deus criou o Mundo, como é uma pequena parcela do mundo, dentro da qual tem que fazer uma criação.

Ali é onde sabemos de que modo Deus criou o mundo. Assim, pois, o Gênesis é aplicável ao Macrocósmico, porém de forma simbólica, alegórica.

Ninguém poderia entender o Gênesis se não fosse Alquimista; os alquimistas sabem isso. Por exemplo, se para criarmos o homem feito à imagem e semelhança de Deus precisamos de mercúrio, o enxofre e Sal Sublimado isso acontece lá em cima no Macrocosmo.

Esses entes do espaço sem fim surgem dentro do ARCHE composto de Sal, Enxofre e Mercúrio e é desse ARCHE que vem surgir uma nova unidade cósmica, um novo sistema solar.

Aqui embaixo há que criar o ARCHE dentro de nós mesmos com SAL, ENXOFRE E MERCÚRIO para que desse ARCHE brote, não uma nova Unidade Cósmica, se não um Homem feito à imagem e semelhança do Criador.

O Homem Vivente leva os SEIS TRIDENTES em seus CORNOS; é claro, nos faz recordar do Selo de Salomão, a Estrela de Seis Pontas, a estrela deve ter seus tridentes nos chifres, então sim é um Homem auto realizado, é um Homem que pode estabelecer-se firmemente no Sagrado ANKLAD.

Deixe uma resposta

*