Artigos

Astrologia Esotérica – Interpretação da Obra de Johfra – Aquário

ASTROLOGIA ESOTÉRICA – AQUÁRIO

Aquário é o décimo primeiro signo zodiacal, é melhor representado no famoso zodíaco egípcio de Denderah, como a um sábio que derrama duas ânforas de água e não uma só, como se desenha atualmente, pois os elixires da vida são dois, um BRANCO e outro VERMELHO, homem e mulher.
As águas da vida estão aqui representadas por todas as partes. O aguadeiro tomba o cântaro do fluídico e radiante elemento no campo interno; é por essa razão que a emanação da Neblina Radiante não se dispersa, senão que se encerra.
Aqui já se representa o ideal do Homem na Era de Aquário, com os seus sete Chacras, ou flores de Lótus, completamente acesos, plenamente autorrealizados. Parecem pairar no ar graças a que eles se alimentam da energia derramada no interior de cada qual.
Ao fundo, atrás da caveira, a Aniquilação Budista, divisa-se a MONTANHA da AUTO-REALIZAÇÃO, toda ela feita de fogo; a ela se encaminha o EREMITA, porém, previamente, este tem que ultrapassar o portal da DESINTEGRAÇÃO de santo André, a MORTE ESOTÉRICA, pelo caminho que vai sendo mais Luz, à medida que se acerca mais e mais da Montanha. É por isso que aquele que mais tem, mais lhe será dado.
URANO é um planeta inteiramente sexual, e é o regente deste signo, o qual confirma amplamente o que viemos afirmando.
O majestoso e simpático Sol se alegra por toda a cena, enquanto irradia a Cruz dos braços iguais.
É terrível a SOLIDÃO do eremita em meio ao grande cenário, diminuto ante a terra em que pisa; atravessando ao duro caminho da vida e da senda, enquanto que, como São Paulo, está morrendo dia após dia; as estrelas ao fundo também lhe sorriem, pois seu caminho se eleva para mais além da montanha, até o infinito.
A natureza reservada vista na lâmina, manifesta-se no caráter dos nativos de Aquário, sendo muito retraídos, preferindo ir sozinhos, mesmo que possam ser acompanhados, e seguir seus próprios conselhos e sua maneira pacifica, os quais lhe proporcionam popularidade, especialmente pela sua maneira de ser doce e de sua grande bondade.
Como Aquário é um dos signos fixos, estáveis, são constantes em seus afetos. A caveira representa também a Saturno, que aqui rege especialmente; Urano dá uma elevada mentalidade e especial talento e particularidade e que, ao se unir a Saturno, dá ao aquariano grande seriedade e profundidade aos seus conceitos. Aquário é um dos signos mais sensitivos, de tal maneira que as relações e acontecimentos com as outras pessoas os afetam muito profundamente, mais ainda do que eles podem perceber. Os sete Lótus nos mostram a estreita relação que existe entre o Verbo e a autorrealização. Se o leitor estudante meditar com cuidado sobre o livro “O MATRIMÔNIO PERFEITO”, do V.M. SAMAEL AUN WEOR, referente ao estudo dos Chacras, vai se dar conta de que cada pétala é incidida por uma letra sagrada, de tal maneira que todas e cada uma das palavras que pronunciamos têm ressonância imediata sobre os Chacras e sobre a Kundalini.
“Das vossas palavras vãs, tereis que prestar contas”; e isto é escandalosamente muito pouco tido em conta; ninguém jamais logrará avançar na senda usando mal o Verbo, senão, pelo contrário, poderá retroceder, involuindo até o “inferior”.
O Verbo é a manifestação de Deus em nós. Qualquer um que fizer maledicências, ou bem ou mal intencionadas, pecará contra WEOR ou o verbo de Deus, mesmo que se proclame seu discípulo, porque em verdade é seu inimigo.
Uma pessoa que insulta, que calunia, faz desafios a punhos, ou seja lá o que for, é um elemento que anda mal na senda.
O SILÊNCIO é uma arma formidável do sábio, pois é preferível CALAR, como o Cristo, mesmo que nos esbofeteiem, do que pronunciar uma palavra inarmônica, dado o dano imediato que produz, pois é através dos Chacras (ou o Lótus que estão na base da pintura), os pilares de tudo, que se percebe aquilo que se chama de VERDADE.
A maior grau de INICIAÇÃO, mais capacidade de compreensão se terá, e esta se percebe por meio do Lótus, de tal maneira que uma pessoa que é suja em sua linguagem é suja nos Chacras, e será assim sempre enganada e enganadora; seus conhecimentos serão falsos e indignos de crédito, pois tudo nela será sujeira.
Sendo a água um dissolvente universal, todas as tradições, tanto no Oriente como no Ocidente, relacionam esse arquétipo com o Dilúvio, como símbolo da dissolução de uma organização, para o início de uma nova Era, reformada, sem os vícios da anterior, coisa essa que se está realizando desde já para o início dessa Era de Aquário, quando estão aparecendo vulcões, aumentando o número de furacões, terremoto, e já se desencadeiam conflitos que conflagrarão a terceira guerra mundial.
Assim, por meio da Dissolução, retorna-se ao Akasha original (Peixes).
É assim que em cada final existe o gérmen renovador que atrai novas e superiores condições; este é o mistério do OUROBORUS. Os egípcios, sempre sábios, identificam Aquário com HAPI, a personificação do rio Nilo, que ao se transbordar em suas famosas inundações, deixava o limo vital, tão necessário para o novo período de colheitas.
Aquário é o princípio da dissolução aniquiladora, isso pela decomposição de determinadas formas.

DEFEITOS
(podemos citar alguns)
São retraídos e reservados; não seguem conselhos; nunca dão o braço a torcer, são muito orgulhosos e zelosos na amizade; melancólicos; teimosos em extremo; não gostam de ser mandados; fixação nas atitudes tomadas; susceptibilidade.

AQUÁRIO E O AMOR
Urano lhes dá uma mentalidade estranha, porém são tradicionalistas no amor; são coisas que parecem ser incompatíveis, liberalidade e conservadorismo, porém os unem muito bem.
De fria mentalidade, são pouco dados aos mistérios do romantismo e junto com um conceito de liberdade incondicional, impede-os por completo de serem “aprisionados”; preferem encontrar mais uma amizade que agitações amorosas em seu companheiro.
A compreensão recíproca, junto com uníssona vibração de mentalidades, são algo muito importante para eles.
No amor, querem ser constantes e duradouros, sempre e quando não se lhes submeterem, e é pelo qual fogem da paixão e suas malhar; preferem o companheirismo e a amizade dentro do matrimônio, que o perigo aprisionador da sedução amorosa, tanto é que às vezes preferem formar fortes vínculos com um companheiro, sem o uso de formulários e papeis matrimoniais.
A amizade é o primeiro de tudo, não podem viver sem a alegria de compartilhar a fraternidade.
Urano os faz impulsivos e errantes.

O HOMEM DE AQUÁRIO
Feito para se movimentar especialmente dentro da sociedade, é de natureza pacifica, embora o explosivo Urano lhe dê intempestivos ataques nervosos, indispensavelmente, exige da companheira compreensão e fraternidade. Como aspira a ser livre, dá À sua companheira grande mobilidade; ainda que ame verdadeiramente à sua família, poderá esquecê-la momentaneamente, se um outro agrupamento requerer sua atenção.
Sua volubilidade intempestiva deixa sempre atrás de si amores frustrados e intensos, pois em um momento de impulso, mostra um incrível ardor, emitindo promessas que posteriormente resultam falsas. Sendo muito irmanável e dadivoso, jamais se deixará enredar em um círculo estreito.

A MULHER DE AQUÁRIO
De acentuada beleza e especial magnetismo, nunca passa desapercebida.
Urano dá um especial encanto ao seu olhar, que é profundo e impactante. Se há um planeta instável e explosivo, esse é Urano, de tal modo que assim será o caráter de sua nativa, tão diversa, atrativa e misteriosa, que parece ser várias mulheres em uma só. Ademais, Urano é a oitava superior de Vênus; assim, pois, o amor não só vai para mais além do idealismo, senão que definitivamente, sobrepassando o centro emocional, se torna bem controlado. Sua constante mobilidade está muito longe da banalidade: acerca-se mais de uma constante inquietude.
Em seu lar, nas habilidades caseiras, sabe manipular sua constante inquietude nervosa, sem ser histérica. Longe de ser ostentosa, prefere a simplicidade sobre qualquer coisa. Como a liberdade é seu lema, jamais enquadrará seu marido em moldes restritivos e ciumentos, pois nele deposita toda a sua confiança e exigirá dele o mesmo. Seu amor superior está muito distante da infidelidade, e irradia um afeto muito grande por seus filhos, sobre os quais é mais uma amiga que outra coisa. Só pode se ligar a um marido que saiba se sobrepor e retê-la por meio de uma refinada e elevada intelectualidade.

AQUÁRIO E OS DEMAIS SIGNOS

COM ÁRIES: O marciano Áries, fogoso, empreendedor e independente, pelo seu individualismo se verá em dificuldades para se unir a um Aquário tão fraterno e altruísta. Áries quer monopolizá-lo, e o aguadeiro lhe escapa como água entre as mãos. Áries precisa desintegrar os defeitos do monopolismo e da manipulação.

COM TOURO: Má união; o possessivo e sentimental Touro desejará ter sempre seu companheiro no mesmo “curral” que ele; porém, para o aquariano, lhe agrada correr pelos campos livres e não suporta o seu encerramento. São dois pontos de vista sobre a vida diametralmente opostos.

COM GÊMEOS: Complementam-se, porém serão sempre uma dupla de hábitos um tanto particulares, dados a excentricidades e rupturas do convencionalismo; vão se tornar felizes com as continuas mudanças e desfrutes variados da vida.

COM CÂNCER: Necessitam esforçar-se para dar e receber; Aquário poderá aplacar-se um pouco e ser mais estável, aprumado. Câncer precisa aprender a ser altruísta e polir seu exagerado sentimentalismo, tanto quanto Aquário deve ter tato para não machucar a acentuada susceptibilidade do canceriano.

COM LEÃO: Muito boa dupla, vão se amar com intensidade. Porém, Leão necessita acabar com o eu mandão e tirano; achará, assim, apoio e impulso para seus projetos. Além disso, farão um bom complemento físico, mental e sexual.

COM VIRGEM: Com um pouco de tato e muita perspicácia, lograrão uma harmonia, em especial ao que se refere ao altruísmo que os dois compartilham, e que (principalmente) faz avivar o aguadeiro; Virgem precisa avivar mais o seu espírito aventureiro ara que os dois possam se encaixar bem.

COM LIBRA: Bom matrimônio, harmonizam-se na estética da vida e no sentido nitidamente espiritual. Sociáveis, carinhosos, generosos, necessitam cultivar o Centro Intelectual.

COM ESCORPIÃO: O escorpiônico precisa se adaptar ao espírito livre do aquariano, e se esforçar em entendê-lo; assim, a dupla será feliz.

COM SAGITÁRIO: União harmônica; compartilham de seu espírito aventureiro, pelas variações e pelas viagens. Sagitário deve moderar sua demasiada introversão.

COM CAPRICÓRNIO: Matrimônio um tanto difícil; são muito desiguais em seus gostos e aspirações, capricórnio precisa agilizar-se, intelectual e fisicamente, além de também se ajustar nas necessidades materiais.

COM AQUÁRIO: O intempestivo e conflitante Urano pode causar sérias divergências se ambos se deixarem levara pelo nervosismo nas dificuldades, ou então, ambos incorrerão ao mesmo tempo em alterações de ânimo.

COM PEIXES: Será boa, sempre e quando o pisciano for menos sonhador e se ativar à realidade, e se Aquário moderar sua irritabilidade e tolerar o mistério de Peixes.

Extrato da Obra Astrologia Esotérica (Autor Desconhecido)

anterior

próximo

Deixe uma resposta

*