fbpx

Artigos

A BUSCA DA SEGURANÇA

A BUSCA DA SEGURANÇA

A-BUSCA-DA-SEGURANÇA-gnosis-brasil

 

Quando os pintinhos sentem medo, escondem-se debaixo das asas amorosas da galinha em busca de segurança. A criança assustada corre em busca de sua mãe, porque junto a ela se sente segura. Fica portanto demonstrado que o medo e a busca de segurança estão sempre intimamente associados. O homem que teme ser assaltado por bandidos busca segurança em seu revólver. O país que teme ser atacado por outro comprará canhões, aviões, navios de guerra, armará exércitos e se porá em pé de guerra. MUITA GENTE QUE NÃO SABE TRABALHAR, ATERRORIZADA DIANTE DA MISÉRIA, BUSCA SEGURANÇA NO DELITO E SE TORNA LADRÃO, ASSALTANTE, ETC. MUITAS MULHERES, FALTAS DE INTELIGÊNCIA, ASSUSTADAS DIANTE DA POSSIBILIDADE DA MISÉRIA, CONVERTEM-SE EM PROSTITUTAS. O homem ciumento teme perder sua mulher e busca segurança na arma; mata e depois, é claro, vai parar na cadeia. A mulher ciumenta mata sua rival ou seu marido e assim se converte em assassina. Ela teme perder o marido e, querendo segurá-lo, mata a outra ou resolve matar o marido. O proprietário temeroso de que o inquilino não pague o aluguel da casa exige contratos, fiadores, depósitos, etc., querendo assim se assegurar; e se uma viúva pobre e cheia de filhos não pode preencher tão tremendos requisitos, e se todos os proprietários de casas de uma cidade pedem a mesma coisa, a infeliz terá de ir dormir com seus filhos na rua ou em algum parque. Todas as guerras tiveram sua origem no medo. As gestapos, as torturas, os campos de concentração, as Sibérias, as espantosas prisões, os exílios, trabalhos forçados,  fuzilamentos,  etc.. têm sua origem no medo. As nações atacam outras nações por medo, buscam segurança na violência. Crêem que matando, invadindo, etc., poderão fazer-se seguras, fortes e poderosas. Nos escritórios das polícias secretas, de contra-espionagem, etc., tanto no leste como no oeste, se tortura os espiões, se os teme, querem fazê-los confessar com o propósito de tornar o estado mais seguro. Todos os delitos, todas as guerras, todos os crimes, têm sua origem no medo e na busca de segurança. Em outros tempos, havia sinceridade entre as pessoas. Hoje, o medo e a busca de segurança acabaram com a maravilhosa fragrância da sinceridade. O amigo desconfia do amigo, pois teme que este o roube, o engane, o explore, etc. Até existem máximas estúpidas e perversas como esta: nunca dês as costas ao teu melhor amigo. Os hitlerianos diziam que esta máxima era de ouro. Ora, se o amigo teme o amigo e até usa máximas para se proteger, já não há sinceridade entre os amigos. O medo e a busca de segurança acabaram com a deliciosa fragrância da sinceridade. Fidel Castro em Cuba fuzilou milhares de cidadãos, temeroso de que acabassem com ele. Castro busca segurança fuzilando. Crê que assim se manterá seguro. Stalin, o perverso e sanguinário Stalin, empesteou a Rússia com seus sangrentos expurgos. Esta era a sua maneira de procurar segurança. Hitler organizou a Gestapo, a terrível Gestapo, para segurança do estado. Não resta dúvida de que temia que o derrubassem e por isso fundou-a. Todas as amarguras deste mundo têm origem no medo e na busca de segurança. Os professores e professoras de escola devem ensinar aos alunos e alunas a virtude da coragem.

A-BUSCA-DA-SEGURANÇA

É lamentável encher os meninos e meninas de temor, começando no próprio lar. Os meninos e meninas são ameaçados, intimidados, atemorizados, levam pauladas, etc. Os pais de família e os professores costumam atemorizar as criança e os jovens com o propósito de fazê-los estudar. Geralmente se diz às crianças e aos jovens que se não estudarem terão de pedir esmola, de vagar famintos pelas ruas, de exercer trabalhos muito humildes como engraxar sapatos, carregar fardos, vender jornais, trabalhar no arado, etc. como se trabalhar fosse um delito. No fundo, atrás de todas estas palavras dos pais e dos professores, está o medo pelo filho e a busca de segurança para o filho. O grave de tudo isto que estamos dizendo é que a criança e o jovem ficam complexados, enchem-se de temor e mais tarde na vida prática serão sujeitos cheios de medo. Os pais de família e professores que têm o mau gosto de assustar os meninos e meninas, os jovens e as senhoritas, de forma inconsciente os estão encaminhando para o caminho do delito, pois, como já dissemos, todo delito tem sua origem no medo e na busca de segurança. Hoje em dia, o medo e a busca de segurança converteram o planeta Terra num espantoso inferno. Todo mundo teme. Todo mundo quer segurança. Em outros tempos, podia-se viajar livremente. Agora, as fronteiras estão cheias de guardas armados, que exigem passaportes e atestados de todo tipo para se ter o direito de passar de um país a outro. Tudo isso é o resultado do medo e da busca de segurança. Teme-se o que viaja, teme-se quem chega e busca-se segurança em passaportes e papéis de todo tipo. Os professoras de escolas, colégios e universidades devem compreender o horror de tudo isso e cooperar para o bem do mundo, sabendo como educar as novas gerações: ensinando-lhes o caminho da coragem autêntica. É urgente ensinar às novas gerações a não temer e a não buscar segurança em nada nem ninguém. É indispensável que todo indivíduo aprenda a confiar mais em si mesmo.

A-BUSCA-DA-SEGURANÇA-medos

 

O medo e a busca de segurança são terríveis fraquezas que converteram a vida num espantoso inferno. Por todas as partes abundam os covardes, os medrosos, os fracos, que andam sempre em busca de segurança. Teme-se a vida, teme-se a morte, teme-se o que dirão, o diz que disse, teme-se perder a posição social, a posição política, o prestígio, o dinheiro, a bela casa, a bonita mulher, o bom marido, o emprego, o negócio, a loja, os móveis, o carro, etc. Teme-se a tudo e por todas as partes abundam os covardes, os fracos, os medrosos, etc. Mas ninguém se julga covarde; todos se presumem fortes, valentes, etc. Em todas as categorias sociais há milhares e milhões de interesses que se teme perder e por isso todo mundo busca seguranças que, por força de se fazerem cada vez mais e mais complexas, tornam de fato a vida cada vez mais complicada, cada vez mais difícil, cada vez mais amarga, cruel e impiedosa. Todas as fofocas, todas as calúnias, as intrigas, etc., têm sua origem no medo e na busca de segurança. Para não perder a fortuna, a posição, o prestígio, o poder, etc., propagam-se as calúnias e as intrigas. Assassina-se e paga-se para que se assassine em segredo. Os poderosos da terra até dão-se ao luxo de terem assassinos contratados e muito bem pagos, com o asqueroso propósito de eliminar todo aquele que ameace os eclipsar. Eles amam o poder pelo próprio poder e o asseguram à base de dinheiro e muito sangue. Os jornais constantemente estão dando notícias de inúmeros casos de suicídio. Muitos julgam que quem se suicida é um valente, mas, na realidade, quem se suicida é um covarde que tem medo da vida e que busca segurança nos descarnados braços da morte. Alguns heróis de guerra foram conhecidos como pessoas fracas e covardes, mas seu terror foi tão espantoso quando se viram cara a cara com a morte que se tornaram terríveis feras buscando segurança para sua vida, fazendo um esforço supremo contra a morte. Então, foram declarados heróis. Costuma-se confundir o medo com a coragem. Quem se suicida parece muito valente e quem carrega uma arma também parece ser muito valente, mas, na realidade, os suicidas e os pistoleiros são bastante covardes. Quem não tem medo da vida não se suicida. Quem não tem medo de ninguém não carrega uma pistola na cintura.

É urgente que os professores e professoras ensinem aos cidadãos de forma clara e precisa o que é a coragem de verdade e o que é o medo. O medo e a busca de segurança converteram o mundo em um espantoso inferno. (Samael Aun Weor).

2 respostas para "A BUSCA DA SEGURANÇA"

  1. Lucas Enviado em 03/03/2016 às 15:35

    Excelente!!

  2. Filipe Enviado em 03/19/2016 às 09:01

    Excelente

Deixe uma resposta

*