fbpx

Artigos

A Lei da Lilantropia

A Lei da Lilantropia

A-Lei-da-Lilantropia-gnosis-brasil

É a manifestação de todos os agregados, instintos, ódios e paixões que se encontram em cada um dos seres humanos, situando-os em estados tão decadentes e infra-humanos, que nos mostra tal como somos em nosso país psicológico.

Claro que neste capítulo é necessário apontar exceções, já que nem toda pessoa perdeu completamente seus valores espirituais.

A Lilantropia é a denominação que se dá a máxima crueldade que se pode desenvolver em um ser humano; é necessário compreender que dentro das características do agregado aparecem eus sentimentais, de ódio, de ciúmes, de amor-próprio, e que estes elementos nada tem a ver com a Consciência, com o Amor, nem com a caridade e que, em um momento dado, independente de nossas boas intenções, atuam produzindo reações em nosso interior e são capazes de cometer qualquer classe de delito.

Isto nos faz pensar que todo o indivíduo que tenha ego pode chegar a ser perigoso em um dado momento.

Entrando um pouco mais na matéria, em relação a Lilantropia, vemos como há pessoas que gozam com o sofrimento alheio. Que consciência pode haver, querido leitor, em uma pessoa que descarrega suas armas sobre uma indefesa criatura que nada tem a ver com as reações de um ego assassino que nesse momento mata para defender o capricho ou a posição de determinados elementos, onde, se fala de uma paz imposta por canhões, mísseis, metralhadoras, chegamos à conclusão de que a paz não se consegue de forma espontânea, nascida do coração do homem por seus próprios esforços e compreensões.

A-Lei-da-Lilantropia

Não se pode qualificar de assassino somente aquele que mata humanos;  assassino é todo aquele que mata a vida.

Que diferença há,querido leitor, nos referimos quanto ao sentimento, entre aquele que enterra a faca no peito de um animal, para logo desprezá-lo, vende-lo por quilos e gastar em cerveja o fruto desse lucro e aquele que enterra a mesma faca no corpo de uma vítima humana?

Querido leitor, estou seguro de que as mentes de muitas pessoas que lêem estas frases apresentarão uma série de explicações, onde lhes farão ver que o animal se pode criar , matar e comer e eu lhe digo que é assim, porém não esqueça que existem dois caminhos e você pode eleger por qual andar: se escolhe o da horizontal, pode fazer o que quiser, porque a Lei Natural e a Lei dos Homens o permitem; porém se vai pelo caminho da vertical(espiritual), a Lei de Deus o proíbe.

Aquele que vai pela horizontal pertence ao reinado deste mundo, é o sabe-tudo; ele pode tudo aqui na terra e talvez no abismo.

Aquele que vai pela vertical nada tem a ver com os reinados na Terra, com honras nem impérios, somente chegar a Deus com obediência, humildade e compreensão. Isto é tudo.

(Extraído do Livro Luz nas Trevas, do V. M. Lakhsmi)

Deixe uma resposta

*