Artigos

Os Mistérios da Alquimia ocultos no Mito Grego da Caixa de Pandora

Os Mistérios da Alquimia ocultos no Mito Grego da Caixa de Pandora

Pandora foi, segundo a mitologia grega, a primeira mulher. O nome Pandora significa Panta Dora, a que possui muitos dons. Ou a Pantôn Dora, a que é o dom de todos, no caso, dos deuses.

Segundo uma das versões do mito, Prometeu foi responsável por roubar o fogo de Héstia e o dar aos mortais. Como Zeus temia que os mortais se tornassem poderosos por conta disto, puniu Prometeu por este crime, deixando-o amarrado a uma rocha por toda a eternidade enquanto uma grande águia comia todo dia seu fígado – que crescia novamente no dia seguinte. Epimeteu, seu irmão, sentia-se desde então muito só. Foi quando Epimeteu pediu aos Deuses uma nova companhia. Atendendo seu pedido os Deuses criaram Pandora e a presentearam com diversas qualidades. Todos os deuses os ajudaram a moldar Pandora. Cada um lhe deu uma qualidade. Pandora recebeu de um a graça, de outro a beleza, de outros a persuasão, a inteligência, a paciência, a meiguice.

Logo, Zeus a levou para terra e a apresentou a Epimeteu. No primeiro momento Epimeteu já havia se apaixonado por Pandora, e ela por ele. Eles se casaram e após o casamento Epimeteu quis apresentar a sua casa para Pandora. Ele, ao mostrar sua casa, abriu todos os baús e armários para que ela conhecesse tudo o que havia em seu interior. Porém, uma caixa (em algumas versões apresentada como um jarro) ficou sem ser aberta, o que a deixou curiosa. Então, certo dia , quando estava só, escutou uma voz vinda de dentro da caixa, a caixa pela qual Epimeteu não a mostrou. A voz pedia por socorro, e foi nesse instante que Pandora abriu a caixa e de dentro dela saíram todos os males do mundo e estes começaram a se espalhar por toda a terra.Logo Pandora fechou a caixa. Quando Epimeteu encontrou-se diante da situação, entendeu a curiosidade de Pandora e desculpou-se por não ter avisado o que havia lá dentro.Instantes depois , os dois ouviram uma voz pedindo por ajuda , então decidiram olhar na caixa novamente e lá descobriram algo chamado esperança,que está até hoje em seus corações.

Uma comparação deste mito pode ser feita com a Queda de Adão e Eva, presente no livro do Gênesis. Em ambos os mitos é a mulher, previamente avisada (por Deus, na Bíblia, ou, aqui, por Prometeu e por Zeus), que comete um erro irremediável (comendo o fruto proibido, na Bíblia, ou, aqui, abrindo a caixa, ou jarra, de Pandora), condenando assim a humanidade a uma vida repleta de males e sofrimentos. Todavia, a versão bíblica pode ser interpretada como mais indulgente com a mulher, que é levada ao erro pela serpente, mas que divide a culpa com o homem.

Podemos também reconhecer Pandora como a que deu ao homem a possibilidade de se aperfeiçoar através das provas e da adversidade (os males). Ela lhe dá assim a força de enfrentar estas provas com a Esperança. Desde um ponto de vista filosófico, Pandora não é a fonte do mal; ela é a fonte da força, da dignidade e da beleza, portanto, sem adversidade o ser humano não poderia melhorar.

Observamos que nos dois mitos, os supostos males chegam ao mundo a partir do momento em que homem e mulher estão criados, ou seja, enquanto apenas o homem existia esses males não existiam. A partir do momento que os dois sexos estão presentes na humanidade surge um aspecto novo até então, o sexual, ao menos na forma que conhecemos hoje, e ambos conhecem o fruto proibido. No mito de Adão e Eva a partir daí o homem e a mulher são castigados por Deus, que em analogia corresponderiam aos males que se espalharam pela humanidade após Pandora abrir a caixa, uma vez que Prometeu já havia entregue o fogo à humanidade.

Em um contexto esotérico, bem vale a pena estudarmos os mistérios sexuais ou alquímicos, se mal trabalhado a caixa de Pandora se abre, porém o trabalho correto com a energia criadora distingue homens comuns de super homens. O trabalho com o fogo abrasador do terceiro Logos, que é o trabalho com essa energia que é a única capaz de criar: o sexo. Nesse contexto Eva-Pandora traz ao homem e a si mesma a possibilidade de trabalhar positivamente sobre suas próprias águas de vida, despertando em seu interior suas faculdades adormecidas.

 

 

3 respostas para "Os Mistérios da Alquimia ocultos no Mito Grego da Caixa de Pandora"

  1. ElianeCatellan Enviado em 02/22/2017 às 14:09

    Muito interessante! Gosto muito desse mito!❤

  2. Oswaldo Martins. Enviado em 03/15/2017 às 11:10

    Devidamente entusiasmado pela narrativa mitológica , retornarei a leitura brevemente para que eu possa dar a minha opinião mais alongada.
    Mas sem dúvidas alguma adquirir conhecimentos a respeito da Caixa de Pandora […] é fantástico, a minha mente no momento está mais brilhante , cultivar as raises culturais é fundamental.

  3. Castelo Enviado em 03/20/2017 às 16:47

    Sim o vaso ou jarro derramado é o vaso de hermes, o qual possui o licor seminal. E quando ele é aberto ou derramado o homem cai no universo subatômico por isso é todos os males por que passa de ser regido por 24 leis ou menos para 96 leis e subir de novo.

Deixe uma resposta

*