Artigos

O Homem e suas Dimensões

O Homem e suas Dimensões

O conhecimento que a humanidade em geral atualmente possui sobre o universo e sobre o ser humano baseia-se em seus cinco sentidos físicos, a saber: audição, visão, tato, olfação e gustação.

Com base nas sensações desenvolvemos as percepções. Dessas, por sua vez, os conceitos, as teorias, etc.

Já houve épocas em que o indivíduo possuía outras faculdades perceptivas que o mantinham em contato com universos paralelos, com outras dimensões do espaço, que permitiam a ele um horizonte muito mais amplo de pesquisas, estudos e conhecimentos.O Homem e suas dimensões 4

Na biblioteca Imperial de Pequim, China, existem desenhos que retratam animais pré – históricos com minúcias de detalhes, que remontam a séculos. Porém, a paleontografia é uma ciência recente.

As curas e cirurgias feitas pela acupuntura, que antes eram ridicularizadas ou pelo menos desprezadas por nossos cientistas, hoje são alvo de congressos e compêndios médicos.

Não faltam também as inumeráveis obras sobre poderes paranormais, relatos extraordinários, casos impressionantes, conhecidos direta ou indiretamente por todas as pessoas. Muitos deles inclusive em nosso diário viver.

O cosmo em geral, assim como o ser humano, é mantido em harmonia e equilíbrio mediantes leis cósmicas. Podendo citar a Lei da Gravidade, a Lei da Entropia, entre outras.

O Homem e suas dimensões 2Existe uma lei especialmente interessante e importante para o nosso tema que é a Lei do Heptaparaparshinock, também conhecida como Lei do Sete, ou Lei das Oitavas.

A fases da lua estão relacionadas com o sete: 4 fases de 7 dias cada uma. Deus fez o mundo em 7 dias. Existem 7 notas musicais. 7 cores tem o arco-íris.

A hidra de Lerna, vencida por Hércules, tinha 7 cabeças.

Existem 7 sacramentos e 7 pecados capitais.

O apocalipse cita 7 igrejas, 7 anjos, 7 trombetas, 7 selos.

O candelabro diante do Trono do Senhor tem 7 braços.

No velho Testamento encontramos que Josué derrubou as muralhas de Jerico após 7 dias, dando 7 voltas por dia, tocando trombetas e instrumentos sonoros.

Aos sete anos forma-se nossa personalidade e surge a segunda dentição. Aos 14 anos vem a puberdade. Aos 21 anos a maioridade, aos 28 anos o organismo do ser humano está completamente formado.

A galinha choca durante 21 dias (3X7); a pomba durante 14 dias e a pata durante 28 dias. O ser humano é gerado no ventre de sua mãe durante aproximadamente 280 dias (ou 40 semanas).

O ser humano possui uma estrutura física bastante complexa, composta por tecidos, órgãos, sistemas, etc., como são a pele, o fígado, baço, pâncreas, sistemas respiratório, circular, nervoso, e assim por diante.

Porém essa estrutura física corresponde apenas a esse mundo tridimensional de largura, altura e profundidade.

Existem outras dimensões no Cosmos.

Existem também outros veículos, além do físico, para que o ser humano possa existir nessas outras dimensões.

A natureza está saturada de vida. Essa vitalidade podemos ver nas plantas, no sol, nos rios, mares, nos pássaros e nas pessoas.

Quando por qualquer motivo falta essa vitalidade, a natureza se entristece, adoece e não sobrevive.

A energia vital que existe na natureza também existe no ser humano. Assim como no organismo físico recebemos os nutrientes necessários para a sustentação desse corpo, também recebemos a vitalidade da natureza através de nosso corpo vital ou etérico.

Essa energia circula por esse corpo através de finos condutores que formam uma malha semelhante ao do nosso sistema nervoso. Essa energia é chamada pelos indianos de prana e pelos chineses de qi.

Esse Prana é o mesmo éter que compõe a cor azulada de nosso querido planeta Terra.O Homem e suas dimensões

Existem 4 tipos de éteres: o químico, responsável pelos processos metabólicos dos seres vivos; o de vida, responsável pela reprodução da raça e criação de novas formas na Natureza; o Lumínico, que atua na perpetuação das vibrações emitidas pelas coisas (que no oriente é chamado de “registro akáshico”), atuando no ser humano no que age no que se refere à memória e imaginação; e, finalmente, o Refletor, que age na movimentação dos seres vivos (e, particularmente no ser humano, responsável pelas percepções sensoriais e extrasensoriais).

Nosso corpo vital exerce a função de “filtro” entre o nosso corpo físico e o corpo astral.

O corpo astral, por sua vez, é assim denominado por ser constituído por diferentes energias que vem dos astros, corpos celestes, principalmente dos planetas.

É chamado de “corpo de desejos” e está muito relacionado com nossos processos emocionais. As chamadas doenças psicossomáticas são originadas em nosso corpo astral.

Nele se encontram os chakras, discos magnéticos que possibilitam ao indivíduo ter acesso às dimensões superiores da natureza. O funcionamento apropriado dos chakras é o que confere os poderes, ou percepções extrassensoriais, como a telepatia, clarividência, intuição, etc.

Se uma pessoa está desvitalizada, seu corpo etérico não filtrará apropriadamente as impressões que vem do mundo astral. Isso acontecendo, a pessoa pode adoecer ou ficar em baixo astral. Os casos de deliriuns tremens dos alcoólatras, em que eles vêm “coisas”, se deve ao desequilíbrio entre esses três corpos: físico, etérico e astral.

Podemos sair de nosso corpo físico e viajarmos com nosso astral. Afinal, onde estamos quando dormimos na cama?

Existem um outro veículo superior que está diretamente relacionado com nossos pensamentos: é o corpo mental.

Nossa mente está acostumada com a lógica formada basicamente de dois princípios: a lógica dedutiva e a lógica indutiva. Dentro dos processo dessa lógica formal, existe uma luta entre as teses e as antíteses, o certo e o errado, o alto e o baixo, o bom e o mal, etc. Essa luta, esses conflitos contínuos, não fazem parte do estado de nossa mente.

A mente, em seu estado natural, é como um lago de águas cristalinas, claras, transparentes, serenas. Os raciocínios fazem com que esse lago se turve. Desse modo não é possível percebermos as grandes belezas que existem em nosso interior, como não podemos ver os tesouros que estão no fundo do lago; e tampouco a luz que possa existir dentro desse lago poderá chegar à superfície e irradiar-se para todos os seres.

O estado natural de nossa mente é a serenidade, receptividade, flexibilidade. Podemos transcender a lógica formal mediante a lógica intuitiva. Essa à uma lógica superior.

Além do corpo mental temos um outro veículo que denominamos de corpo causal, ou corpo da vontade.

Quando uma pessoa diz “estou com vontade de beber água”, ou “tenho vontade de ir ao cinema”, etc., na verdade não está se manifestando nela a força da vontade propriamente dita, mas sim a força do desejo. O que move um atleta a bater um recorde não é a força da vontade, mas o desejo concentrado. A força da vontade, na realidade, é pouco conhecida pelas pessoas.

A vontade está relacionada com o Mundo das Causas; o desejo, com os fenômenos. Desse modo, um homem que tenha Vontade é porque conhece a causa dos fenômenos. Essa vontade também é conhecida por Fé. “Quem tem fé como o grão de mostarda pode mover uma montanha”.

Além desses veículos possuímos em nossa estrutura hiper- sensível, supra-dimensional, outro dois. São mais considerados como emanações, ou veículo espirituais, muito superiores, intimamente relacionados com os aspectos divinais de cada ser humano.

O Búdhico é também chamado de corpo da Consciência, o corpo intuicional. Dele emanam os princípios enaltecedores que podem conduzir inteligentemente nosso corpo mental: a intuição iluminada.

O Homem e suas dimensões 3O átmico é o veículo do mais superior que temos dentro, que é o íntimo. O íntimo não pensa: sabe. É nosso fio de ligação com nosso Pai que está em secreto, com Deus.

Esses corpos permitem que nos desloquemos nas diversas regiões da natureza física e supra-física.

Com o corpo físico e etérico nos movemos na região celular, que envolve as três dimensões e a quarta dimensão.

Com o astral nos movemos na região molecular da natureza e com o mental existimos na região atômica, que pertencem à 5ª dimensão.

Com os demais, nas regiões eletrônicas da 6ª dimensão.

Essas regiões, são assim denominadas devido às extraordinárias diferenças de vibrações que existem na constituição da matéria.

Porque, afinal, o que é a matéria?! Uma nuvem, uma pedra, um sopro de ar, um homem?… todos são estados diferentes de matéria.

A Gnosis nos ensina que existe um trio de matéria, energia e consciência, em tudo o que existe.

A consciência é a inteligência que mantêm a coesão de tudo e o equilíbrio de tudo. Sem inteligência, sem consciência, não seria possível concebermos a existência do Universo e do Homem.

Deixe uma resposta

*