Artigos

OS DOZE APÓSTOLOS – REALIDADE SECRETA

doze.apostolos.gnosis.brasil

Os doze Apóstolos – Realidade Secreta

Temos que aprender a ver o Cristo não do ponto de vista meramente histórico, senão como o fogo, como uma realidade presente, como “INRI”*.

Dizem que tinha doze Apóstolos. Esses doze Apóstolos estão dentro de nós mesmos, aqui e agora. São as doze partes fundamentais de nosso próprio Ser. As doze Potestades dentro de cada um de vocês, em seu próprio Ser Interior profundo…

Há um Pedro, que se entende com os Mistérios do Sexo.

Há um João, que representa o Verbo, a Grande Palavra. HeruPaKro At!

Há também um Tomé, que nos ensina a controlar a mente.

Há um Paulo, que nos mostra o caminho da Sabedoria, da filosofia, da Gnosis.

Dentro de nós mesmos está também um Judas: não aquele Judas que entrega o Cristo por trinta moedas de prata. Não! Um Judas diferente, um Judas que entende a fundo a questão do Ego. Um Judas cujo Evangelho nos leva à dissolução do mim mesmo, do si mesmo.

Há um Felipe que é capaz de nos ensinar a viajar fora do corpo físico através do espaço.

Há um André, que nos indica com precisão meridiana o que são os três fatore da Revolução da Consciência: Nascer, isto é, como se fabricam os Corpos Existenciais Superiores do Ser;Morrer, como se desintegram os fatores particulares que se relacionam conosco, especificamente, e com cada um de nós; Sacrificar-se pela humanidade, a Cruz de Santo André, indicando a mescla do Enxofre e do Mercúrio, tão indispensável para a criação dos Corpos Existenciais Superiores do Ser, mediante o cumprimento do dever “Parlok”, o que é profundamente significativo.

Mateus, científico qual nenhum outro, existe em nós, ensina-nos a ciência pura, desconhecida para os cientistas que só conhecem toda essa podridão de teorias universitárias que hoje estão na moda e amanhã passam para a história… Ciência pura é completamente diferente! Só Mateus pode instruir-nos nela.

Lucas, com seu Evangelho Solar, é profeta, e nos indica o que há de ser a vida na Idade de Ouro.

Cada um dos Doze está dentro de nós mesmos, porque nosso Ser tem doze partes fundamentais, os Doze Apóstolos, aqui e agora. Assim, quem quer chegar a ser mago no sentido transcendental da palavra tem que aprender a relacionar consigo mesmo, com cada uma das doze partes do Ser, e isto só é possível queimando com o “INRI” os agregados psicológicos que em nosso interior carregamos. No entanto, enquanto o Ego existir em nós, as corretas relações com todas e cada uma das partes do nosso Ser resultarão impossível. Mas se nós incineramos o Ego, então, sim, poderemos estabelecer corretas relações consigo mesmo e com cada um dos Doze que em nosso interior existem. Pois que tirem da cabeça a ideia dos Doze Apóstolos históricos… Busquem dentro de si mesmo, aí estão! Tudo está dentro de nós mesmos, aqui e agora. Há chegado a hora de um Cristianismo mais esotérico, mais puro, mais real. Há chegado a hora de sair da questão meramente histórica e passar à realidade dos fatos.

os-doze-apostolos-realidade-secreta.gnosis.brasil

A Cruz mesma do Calvário é profundamente significativa. Bem sabemos nós que o Phalus vertical, dentro do Cteis formal fazem a Cruz. Em outras palavras, enfatizaremos dizendo: “O Lingam-Yoni, corretamente conectado, forma cruz”. É com essa cruz que nós necessitamos avançar pela Senda que há de conduzir-nos até o Gólgota do Pai. Convido a todos a entrar no caminho da Cristificação.

(Excerto do Livro “Pedra Filosofal”, de SamaelAunWeor)

 

*INRI: “Ignis Natura Renovatur Integram“, o Fogo Renova Incessantemente a Natureza.

                                                                                                                                                                                                                                                                                  próximo

24 respostas para "OS DOZE APÓSTOLOS – REALIDADE SECRETA"

  1. Kelim Enviado em 04/02/2015 às 17:46

    Gostei do artigo mas acredito que faltaram 3 apóstolos, podem complementar?

  2. mariovaldo cardoso Enviado em 04/03/2015 às 18:54

    Bartolomeu,Simão e Tomé

  3. mariovaldo cardoso Enviado em 04/03/2015 às 18:55

    Faltou Bartolomeu, Simão e Tomé.

  4. Michael Moura Enviado em 04/14/2015 às 23:07

    Vamos fazer um artigo com mais detalhes sobre os Doze Apóstolos. Aguarde.

  5. vanderson Enviado em 04/16/2015 às 09:04

    Verdade que faltam outros apostolos e há apóstolo no texto que nunca foram apóstolo, é o caso de Lucas. Ele foi discípulo de Cristo e companheiro de viagem de Paulo e Barnabé…

    • Gualberto Enviado em 01/28/2016 às 19:36

      Jeus quando desencarnou Paulo tinha 05(cinco) anos de idade: quantos anos tinha Lucas então para ser Dicípulo de Jesus?

  6. charlene Enviado em 06/19/2015 às 09:34

    Lucas não foi apóstolo e sim seguidor de cristo.Paulo de Tarso se tornou discípulo de cristo apos sua conversão na ida para a cidade de Damasco. Os doze são: Pedro, André, Tiago filho de Zebedeu, João, Bartolomeu, Judas, Tomé,Filipe, tadeu, Simeão,Mateus e Tiago filho de ALfeu.

  7. Daniela Enviado em 07/23/2015 às 16:32

    A Cruz mesma do Calvário é profundamente significativa. Significa que Jesus não foi crucificado?

    • Michael Enviado em 08/14/2015 às 09:40

      Sim,. historicamente Jesus foi crucificado. A diferença do ponto de vista do catolicismo, é que o Gnosticismo ensina que não podemos ver a crucificação como um fim em si mesmo. Devemos ver o que isto representa (todos devemos buscar a Morte na Cruz, interiormente). Todavia, o simbolismo da cruz só é revelado na parte avançada do nosso curso de Gnosis.

  8. claudia Enviado em 10/14/2015 às 11:23

    O apóstolo Tomé aparece no texto e diz que nos ensina como controlar a mente.

  9. Wanderlan Enviado em 10/21/2015 às 17:45

    Qual a diferença entre o Ser e o Cristo? Quem encarnamos primeiro? O SER ou o Cristo?

  10. JAMIL SAMPAIO Enviado em 11/07/2015 às 15:53

    Filosofar é muito bom ,ordenar a mente é muito bom ,conhecer e disfrutar conhecimentos de um Mestre é muito bom ,aproveitar as oportunidades é muito bom…

    No entanto bom seria se nossas atitudes conscientes ou não simplesmente contribuísse com a família os amigos os carentes e não cabe ao ser humano julgar ninguém…Mas sim saber fazer com humildade e respeito ao próximo se as atitudes favorecem ou aborrecem …

    a todos que suportam-me com amor JA1000.

  11. ney da silveira costa Enviado em 02/12/2016 às 19:18

    É preciso entender a sabedoria que existe no número 12. existem as doze constelações do zodíaco, os doze arcanos, os doze chakras principais, os doze apóstolos. Jesus iniciou sua preparação no Tibet aos doze anos. É preciso muito estudo para relacionar os Apóstolos aos estágios da mente humana como simbolismo. São traços de personalidade inerentes ao ser humano que podem ser comparados aos doze escolhidos por Jesus. Existe uma grande sabedoria oculta.

  12. Marcelo Enviado em 05/31/2016 às 00:41

    Respeitosamente pergunto e desejo não ofender ninguém com minha ignorância: 1. Existiram vários deuses com a mesma história de Cristo,como por exemplo: Tamuz, Horus, Mitra, Atis, Buda ,Baco e outros tantos! Esses Plágios anulam a natureza divina e messiânica de Jesus? Seria ele um revolucionário da época que foi transformado em um Deus ou realmente se trata de um Mestre Superior? Suas frases e milagres existiram ou se trata de uma manipulação histórica?

    • Alexandre Enviado em 02/01/2017 às 19:17

      Todos estes que você falou não são plágios, são avatares crísticos, bem como Buda e Krishna ou os Gurus dos Sikhs

  13. ORNELAS Enviado em 08/03/2016 às 16:09

    LUCAS E PAULO NAO SAO APOSTOLOS.FALTAM NESTA RELACAO: BARTOLOMEU, SIMAOOZELOTE, TIAGOMAIOR, TIAGO MENOR E JUDAS TADEU.

  14. Gabriel Dyaz Enviado em 08/05/2016 às 16:26

    São faltou apistolos não são 12 mesmo.

  15. Deus Enviado em 09/11/2016 às 07:51

    pra quem não tem intimidade com o pai, inventa essas coisas baseado na palavra viva de Deus, pq a palavra e viva e eficaz como diz em Joao cap 1. no principio era o verbo e o verbo estava com Deus e o verbo era Deus. Tudo isso veio na era do silencio, dos pensadores, filosofos da epoca em que Deus não falava mais aos homens, mas de jesus e os seus apostolos não cumpriu-se as profecias do profeta Joel que eu derramarei do meu espirito sobre toda carne , os velhos terão visoes os jovens sonhos, eu derramarei do meu espirito sobre todos. não é so crentes que tem visões qualquer um Deus pode usar, mas veja o que vc faz com isso, faca para o bem

  16. Filipe Enviado em 12/14/2016 às 20:42

    Falar em podridão universitária é meio ignorância, não acham ?

    • Maggie Enviado em 03/29/2017 às 08:32

      Jodic84 / Pfft*, another TD spin off. Is this genre really that great? As a gamer, I am kinda sick of such games already. But as a developer, yes, the market to monetize is huge. Money for upgrades, maps, AOE skills, re3-8utes&#o2r0;. and the list goes on

  17. Vinícius Cerva Enviado em 01/09/2017 às 10:36

    O Gnosis Brasil poderia deixar um espaço para artigos sobre uma outra questão alegórica dos evangelhos, que é a questão de que, por outro lado, Jesus simboliza o Sol; sua vida seria a passagem aparente do Sol pelo céu, e os doze apóstolos os doze signos do zodíaco pelo qual o Sol passa em sua trajetória anual. Ou por que será que os salvadores pré-cristãos estavam associados, também, ao zodíaco? Por exemplo, existem esculturas de Mitra, um salvador da época de Jesus, mais ou menos, em que ele é mostrado cercado dos símbolos dos signos zodiacais. Ou seja, numa outra instância, Jesus é também interpretado como o Sol e isto é inegável, e deve ser estudado por aquele que se dedica a estudar a religião cristã ou gnóstica. Sei que o enfoque da Gnose é mais místico (no sentido real da palavra) e não literalista, mas deixar de lado a questão astronômica eu penso que não é bom.

  18. Vinícius Cerva Enviado em 01/09/2017 às 10:43

    Um exemplo na questão astronômica da vida de Jesus, que pode ser interpretado tal qual, é a passagem em que Jesus monta em dois burros. Estudando isto, nota-se que na constelação de Câncer o Sol passa por duas estrelas chamadas Burro do Norte e Burro do Sul. O que dizer ainda da morte e ressurreição de Jesus após 3 dias, que é o mesmo que ocorre com o Sol do início ao fim do solstício de inverno no hemisfério norte? E ainda a relação de Jesus com a constelação de escorpião, que, na lógica da comparação entre a vida de Jesus e o Sol, pode ser interpretado que a ponta da constelação de escorpião “beija” o Sol, simbolicamente traindo-o ao final de sua jornada no céu, tal qual Judas beija Jesus, traindo-o para ser condenado na cruz. Etc., etc.

  19. Vinícius Cerva Enviado em 01/09/2017 às 10:50

    Então, Jesus trata-se de um deus solar, tal qual anteriores a ele. Marcelo, o único plágio viria em relação a Jesus, e não o contrário, pois Jesus é posterior aos deuses que tu citaste. Não gosto da palavra plágio, entretanto. Prefiro a palavra reprodução. O que pode ter ocorrido é que o paganismo se literalizou demais com os sacrifícios não sendo mais entendidos para serem levados no sentido alegórico, e então surgiu a figura (talvez unicamente mitológica) de Jesus, na linha do monoteísmo, criada por um grupo de homens e mulheres dignos e cientes do conhecimento esotérico universal, a fim de tentar dar um novo ânimo agora com a noção de um único Deus. Mas deu m#$%@, tal qual o paganismo. Pesquisem por astrotheology e mitologia/religião comparada. Abração!

  20. Vinícius Cerva Enviado em 01/09/2017 às 11:03

    Infelizmente, quase tudo sobre astroteologia e religião e mitologia comparada é em inglês – salve o documentário Zeitgeist e vários sites sobre ele, mas Zeitgeist e os sites não aprofundam nada, apenas mostram informações. Quem quiser pesquise em inglês sobre os assuntos que eu disse porque em português o único material referente a astroteologia e religião e mitologia comparada são de Antonio Farjani. Se quiserem dicas de autores e textos me procurem no Facebook por Vinícius Cerva Cernunnos. Agora sim eu fui.

Deixe uma resposta

*