fbpx

Artigos

Astrologia Esotérica – Interpretação da Obra de Johfra – Áries

ASTROLOGIA ESOTÉRICA – ÁRIES

O Marciano Áries reina poderoso e guerreiro em todos os atributos pictóricos e simbológicos contidos na lâmina.
Neste breve ensaio zodiacal pretendemos dar indicações muito simples sobre o profundo significado encerrado em todas as figuras; os que desejarem se aprofundar um pouco mais sobre o estudo intuitivo recomendamos o livro “LA PIEDRA FUNDAMENTAL VIVA”, pois o leitor ali encontrará um guia e cientifico sobre o assunto, um estudo intuitivo, simbológico e gráfico.
No primeiro plano, há o enquadramento de uma férrea armadura, com o metal marciano sendo encontrado por todas as partes, feito lanças guerreiras e pontiagudas. O desvelamento dos símbolos sobre este marco se achara no livro anteriormente mencionado, porem o estudante diligente achará uma fonte de sabedoria se tomar a si o conjunto dos 22 Arcanos Maiores do Tarot Egípcio e ali localizar os signos.
O guerreiro marcial, marchando a toda carreira, representa o ardor criacional. É o espírito na sua essência e o ponto inicial representativo de toda a roda zodiacal, de maneira que pode ser correspondido ao Parabrahman dos hindus, pois manifesta tudo o que ainda não saiu da criação concreta, senão que está pronta a se realizar.
Sobre a Rocha, a Pedra Fundamental, aparece uma SALAMANDRA, a qual representa o fogo ariano, que molda os nativos deste signo, com suas configurações astrais, especialmente a posição do Sol e de Marte, tão intrépidos e resistentes às altas temperaturas.
De maneira, então, que Áries é o começo, um ponto de partida, é o caos das águas primordiais do Gênesis, a partir do qual se inicia a Criação; sendo assim um início, nós o acharemos relacionado também com o nascer do dia, na aurora, o início do ano na “Primavera” e, enfim, com todo o que faz começar uma manifestação, um processo, um ciclo, uma criação, etc…
O Carneiro, no Egito, foi adorado na Era de Áries e lembrado depois como AMMON-RÁ. Governa no ser humano, a cabeça, em especial, e o cérebro, em particular, de tal maneira que o sábio dirige a partir dali as energias físicas-espirituais, controlando os pensamentos desordenados, principalmente nos dias em que a Lua passa sobre Áries.
O mitológico Carneiro, o Cristo Íntimo, deve ser elevado desde a Rocha Fundamental, o SEXO, à Cabeça, regida pelo signo em questão. Na lâmina, atrai de imediato a observação de um Carneiro que se lança à luta, acompanhando o guerreiro marciano, o qual eleva ao alto o archote para iluminar seu caminho, enquanto sabiamente se protege com o escudo de seu Íntimo, LÚCIFER-PROMETEUS. O libidinoso fogo sexual (o archote) encerrado em seus genitais com toda a sua energia dinâmica, é atributo ariano, que tem como casa zodiacal, ou domicilio, o planeta MARTE.
A espada na cintura do guerreiro, disposta a cortar cabeças no momento oportuno, tem como empunhadura uma cabeça de águia, porque o fogo interno deve ascender como as águias; para onde? À cabeça, pois, e é daí ter o elmo do guerreiro, asas, e a mesma Salamandra na Cúspide, alada. O símbolo não pode ser mais claro.
Uma construção de tijolos (a teoria dos homens) se encontra derrubada por seus passos rebeldes, enquanto que no fundo, a consciência, como símbolo da Justiça, marcha às cegas, com a lamparina acesa, porém sem correr o véu de Ísis.
Todavia, no TEMPLO DA ROCHA VIVA, o MAGO oficia com os “quatro ases” sobre a Pedra Cúbica, sua cintura cingida pela serpente e o archote sustentado na sua mão direita, se eleva ao céu, porque para lá ascende o guerreiro, enquanto que com sua mão esquerda voltada para baixo demonstra o domínio sobre o terreno e o infernal.
Ao fundo, o campo é árido, desértico e vulcanicamente ígneo, porque a senda deve ser percorrida sozinho, como a sacerdotisa dos olhos vendados; tal é o caminho, como nos mostra o arcano IX: EM TI MESMO ÉS IMITATUS E NEM AINDA OS MAIS SÁBIOS PODERÃO TE AJUDAR; A SENDA DEVE SER PERCORRIDA POR SI PRÓPRIO SEM QUE NINGUÉM O AJUDE, entre trevas, sem luz, embora dando e buscando luz.
Os que intentarem levantar um culto à personalidade e se exaltarem, serão humilhados e destruídos como a construção de tijolos; não se necessita ter títulos de espécie alguma, pois o PODER ESPIRITUAL SE IMPÕE POR SI MESMO e se eleva às alturas como a luz do archote; aos que trabalham loucamente, humilhando aos verdadeiros servidores, tratando de aniquilá-los, é porque adquirem popularidade dado o seu “nível espiritual”; só porque querem ser exaltados, são como casas construídas sobre o cume de um dos vulcões ao fundo da lâmina. O verdadeiro sábio se deixa oprimir e humilhar, enquanto trabalha com a alta Teurgia porque, de um momento a outro, se produz a comoção subterrânea e todas as artimanhas da “Raposa Maquiavélica” serão destruídas totalmente e de um só golpe; entretanto, os que foram humilhados e sepultados, surgirão com o fogo dos vulcões, sem que este lhes faça dano algum, pois o têm feito seu elemento, e voarão majestosos pelas alturas, dominantes pelos ares como SALAMANDRAS ALADAS.
N. do E.: Nas parte superior do quadro, vemos a esquerda o selo de Phaleg (Espírito olímpico de Marte), no canto direito temos o Selo de Marte e abaixo dele temos o selo de Graphiel (Espírito planetário de Marte).
Na lateral direita inferior temos dois selos de Bartzabel e entre eles um selo que desconhecido.
Do lado esquerdo temos o selo de Samael (Regente de Marte) e, em cima dele, o símbolo de Marte.
Por último, no centro inferior temos o símbolo de Áries.

DEFEITOS:
(que devem ser especialmente eliminados, pelos nativos de Áries)
Agressividade, desejo de sempre estar à frente, de ser p cabeça; individualismo, não seguir a nada ou a ninguém; turbulência; radicalismo; imprudente sentido de aventura; esbanjamento; ações impulsivas; depreciação ao perigo; falta de habilidade para se fazer as coisas; intensa satisfação na execução de seus defeitos.
O nativo ariano deve invocar a seu Regente SAMAEL, governante de Marte, e se imaginar numa coloração vermelha, e devendo se livrar de seus defeitos.

ÁRIES E O AMOR
Áries é sonhador e romântico; no amor pode transbordar em sentimentos passionais, e sua atitude ciumenta é desmedida. Graças ao fogo marciano, é intenso e pertinaz (uma vez aceso o fogo de Eros); porém, como chama de palha seca (a paixão), passa rápido e sem deixar rastro.
Sua companheira não pode ser forte como ele, porque este criaria grandes conflitos, como no caso do autoritário Leão.
Tem um sentido de proteção muito desenvolvido para com seu par e lhe desagrada muito não cumprir com tal fim.
Ainda que pareça incrível, pode sucumbir perante alguém mais forte do que ele, e este sim, será um amor perdurável.

HOMEM ARIANO:
Para se conquistar definitivamente um varão ariano, necessita-se de harmonia física, além de complementar harmonia mental e emocional, o que é extensivo à todos os casais, porém, é valido aqui. Dado seu temperamento aventureiro, a infidelidade é sua constante, ainda que suas “aventuras” sejam passageiras. Amante da verdade, mas de caráter instável, necessita de uma mulher terna e compreensiva, embora ele não seja assim. Extremamente rebelde para receber ordens, já que é ele somente ele que as quer dar, a tal ponto que isso pode abalar o matrimonio (tal é sua rebeldia).
A MULHER ARIANA
Gosta de ser admirada pelos homens de tipo marciano (forte e militar), pela sensação de poder de subjugá-los; internamente muito sensual, não o manifesta externamente. Marte a faz impaciente, mandona e superprotetora, em graus que a pode tornar-se molesta. Deseja que seu companheiro ponha sua atenção somente a ela, sendo muitas vezes zelosa e possessiva. Não tolera a infidelidade nem a perdoa facilmente. Possui capacidades diretivas e pode levá-las a cabo com êxito; boa companheira, pode sentir grande admiração e amor por seu companheiro; necessita sentir-se acompanhada por um homem de mais brio e poder de mando que ela.

ÁRIES E OS DEMAIS SIGNOS

COM ÁRIES: compartilham semelhantes ideais e visão de vida; porém, os espíritos de mando, fortes em ambos, produzirão dura e perigosa tensão; para que a união seja feliz, um dos dois deve renunciar ao comando.
COM TOURO: Marte e Vênus combinam muito bem; este companheiro agrada muito a Áries, pela sensualidade do taurino, porém em especial por seu temperamento passivo e “não violento” (se este último não se exasperar).
COM GÊMEOS: os geminianos, dados demasiadamente ao raciocínio, fazem-lhe perder a fantasia pelo amor, o que desgosta Áries, que é pura paixão; união feliz e prolongada pode ser produzida se Gêmeos eliminar este obstáculo. Áries não permite ser enganado sexualmente, coisa que o pode fazer o frio e calculista geminiano.
COM CÂNCER: os cancerianos, com sua exagerada imaginação, podem fazer surgir ciúmes excessivos, um obstáculo no entendimento deste par. Ademais, Câncer necessita ser tratado com amabilidade, e este requisito dista muito do comportamento de Áries. Outra causa que faz com que a união deste par seja difícil é que Câncer não esquece e fica rancoroso e amargurado com respeito ao tratamento um tanto soberbo do comandante ariano.
COM LEÃO: se lograrem a superação dos obstáculos, ou seja, do fator mando, este será um par duradouro, porque compartilham amor e emotividade vital. Além disto, Áries, com seu comportamento, fará muitas coisas que satisfaçam à vaidade do leonino. Marte e Sol conferirão entusiasmo, vitalidade, ímpeto, ação, e isto satisfaz a ambos, porque sendo sua Tonica (a ação), poderá lhes dar uma união perdurável.
COM VIRGEM: Virgem é outro Mercúrio raciocinador (muito mais que Gêmeos), de maneira que os mesmos problemas enfrentados por ÁRIES-GÊMEOS serão os mesmos, porém aumentados aqui. Ambos sentem grande amor por seus filhos, podem reparar seus defeitos. No entanto, Virgem deve acabar com o vício de usar sua língua viperina, porque isso traz graves riscos. Ademais, Virgem resulta sexualmente um tanto frio para “dar conta” da “impetuosidade” do ariano.
COM LIBRA: oposto complementar na roda zodiacal; nesses casos sempre se dá uma forte atração ou inevitável rechaço à “primeira vista”, já que se cumpre a tarefa ou dos opostos ou dos complementares; Libra é um bom signo e equilibra os excessos de Áries; se lograrem superar os defeitos de ambos, a dupla será feliz.
COM ESCORPIÃO: sendo que ambos são regidos pelo guerreiro Marte, podem se unir para superar obstáculos e dominar as situações diversas; devem buscar o mútuo respeito e compreensão para não fracassarem, para não se chocarem em coisas importantes.
COM SAGITÁRIO: dois signos do elemento fogo, podem se complementar muito bem, se lograrem o equilíbrio da impulsividade e aproveitarem seu gênio vivo e rápido; Marte e Júpiter equilibram a Árvore da Vida, e podem fazer com que o par seja feliz.
COM CAPRICÓRNIO: o saturniano Capricórnio pode resultar muito frio, reservado e metódico, porém podem se entender muito bem sexualmente; mas Áries deve aprender a controlar seus impulsos, enquanto os capricornianos necessitam de um pouco mais de movimento e agilidade; é uma dupla difícil.
COM AQUÁRIO: outra dupla das difíceis; Aquário é livre como o vento, de grande sentido universal; rebela-se contra o possessivo Áries e seus ciúmes. Embora Áries se sinta molestado por não poder segurar e dominar o inacessível aquariano, para que os dois possam lograr harmonia, também para o trabalho contra os egos (defeitos) que obstaculizam a união por parte dos cônjuges, os dois vão necessitar de uma grande afinidade intelectual, sem se esquecerem das outras duas, sempre indispensáveis: a motriz, que lhes capacite fazer a mesma coisa, e a emocional, que os faça sentir o mesmo.
COM PEIXES: Peixes é demasiado sonhador, dado às fantasias, o que não ocorre com o “cerebral” Áries. A estranheza dos piscianos, sua profunda natureza sentimental resulta chocante, agressiva e por vezes molesta, a tal ponto que a impetuosidade ariana só lhes traz temos, já que Peixes deseja uma união romântica e tranquila (o que Áries não pode dar).

Extrato da Obra Astrologia Esotérica (Autor Desconhecido)

próximo

Uma resposta para "Astrologia Esotérica – Interpretação da Obra de Johfra – Áries"

  1. Marcelo Enviado em 05/09/2018 às 22:19

    Ótimo conteúdo nestes textos; muitos erros de digitação ou de concordâncias, porém, complicam a compreensão e empanam o brilho do estilo. No geral gostei muito e pretendo consulta-lo mais vezes.

Deixe uma resposta

*