Artigos

Estudo dos Arcanos do Tarot – Arcano 2: A Sacerdotisa

img002O corpo físico acha-se organizado com os elementos. O Íntimo emanou da Estrela interior que sempre nos sorriu e está polarizado positivamente. O corpo físico é a sombra negativa do Íntimo.

O espírito e a matéria vivem em eterna luta. Quando o espírito vence a matéria, surge um Mestre. Maya, a ilusão, não poderia existir sem a dualidade. Força e matéria são duas modalidades de uma mesma coisa: energia.

A matéria é energia determinada e determinadora de novas ondulações. A evolução é um processo de complicação da energia, cujo resultado é o universo: macrocosmo e microcosmo. O universo é Maya, ilusão. O universo somente existe pelo karma e é uma massa de sombras flutuantes.

Quando o Espírito, o Íntimo, se liberta de Maya, retorna ao Ain Soph da Cabala. Em última síntese, cada Ser é tão somente um átomo super divino do espaço abstrato absoluto. Esse átomo é o Ain Soph.

Os deuses inefáveis do Ain Soph estão para nós muito além de toda compreensão. A mente humana é para os deuses do Ain Soph o que as atividades do reino mineral são para nós. No Ain Soph, reina apenas a unidade da vida. Isso é felicidade suprema.O universo é Maya, dor… Precisamos nos libertar do binário e voltar à unidade da vida.
Urge passar para mais além das manifestações dolorosas de Maya.

Existe uma ciência com a qual podemos rasgar o véu de Maya e retornar ao Ain Soph. Essa ciência é a alquimia.

O doutor Arnold Krüm Heller disse: “Um químico esqueceu por acaso um anel com uma esmeralda perto de um tubinho que continha rádio e depois de algumas semanas viu que a esmeralda havia mudado por completo; era agora uma outra pedra desconhecida para ele. Deixou, de propósito, algumas outras pedras como rubis, safiras, etc., em contato com o rádio. Grande foi sua surpresa ao ver que, depois de algum tempo, haviam mudado de cor completamente. As azuis tinham se tornado vermelhas e as vermelhas, verdes”.
Continua o doutor Krüm Heller: “Senhores, isto que só menciono, pois não considero que esteja cientificamente estabelecido, sabem o que significa? Que Shakespeare tinha razão ao dizer que existe muita coisa entre o céu e a terra que nossa consciência escolástica não suspeita e que a alquimia renasce, comprovando-se a transmutação dos metais”.

O homem e a mulher devem equilibrar suas forças. Devem ser alquimistas para retornar ao Ain Soph. Circe oferece a taça tentadora e Ulisses a rechaça com a espada. No Signo Sagrado do Infinito, acham-se representados o cérebro, o coração e o sexo do gênio planetário. A luta é terrível: cérebro contra sexo, sexo contra cérebro e o que é mais terrível ainda, aquilo de coração contra coração. Tu o sabes.

Sobre os altares dos templos da Grande Loja Branca, os Mestres colocam três vasos de glória, três vasos de alquimia. Cada um dos três vasos sagrados do templo contém um bálsamo precioso.

O bálsamo vermelho é o fogo, o azul é a água e o branco, o Espírito Universal da Vida. Idá e Pingalá são os canais pelos quais sobem os átomos do fogo e da água. O Espírito empunha a vara de sete nós. Esta vara é a medula espinhal. Quando a mulher e o homem sabem evitar o espasmo e a ejaculação do Ens Seminis, desperta a serpente ígnea de nossos mágicos poderes. Se quiserdes voltar ao Pai que está em segredo, deveis regressar, primeiro, ao seio de vossa Divina Mãe Kundalini.

Necessitais levantar, pelo vosso canal medular, a serpente da vida: isso é alquimia – Al-kimia.

Tendes vos esquecido de vossa Divina Mãe Kundalini e precisais adorar a divina e bendita deusa Mãe do Mundo. Tendes sido ingratos para com vossa Mãe Cósmica. Ela é a Virgem dos cultos religiosos. Ela é Ísis, Maria, Cibeles, Adonia, Insoberta, etc.

download (1)A pedra da graça encontra-se rodeada por nove montanhas deliciosas. Esta pedra é o sexo. Se vós quereis voltar ao seio de vossa divina mãe, necessitais trabalhar com a Pedra Filosofal, o sexo.

Os maias dizem que, no primeiro céu Deus, o Verbo, tinha subjugado sua pedra, tinha subjugado sua serpente e tinha subjugado sua substância. Apenas com o Arcano A.Z.F., pode o Verbo fazer-se carne para subjugar novamente a sua pedra, a sua serpente e a sua substância. Então, retornamos ao Ain Soph, voltamos para a unidade da vida.
Sois filhos da viúva, vossa Divina Mãe é agora viúva.
Quando ela se levanta pelo canal medular, desposa o Amado Eterno. Vossa Divina Mãe é o Arcano II, a Papisa do Tarot. Ela está coroada com a tiara e sua cabeça está rodeada por um véu. Deveis ser valentes e levantar o véu de Ísis.

A divisa dos gnósticos é “Thelema”: Vontade.

A mãe leva seu filho (o Verbo) em seus braços e está sentada entre duas colunas que simbolizam o homem e a mulher. Adorem a Virgem do Mar, meus irmãos.

No Arcano II do Tarot, a Divina Mãe aparece fazendo, com sua mão, o signo do esoterismo sacerdotal. Estudai no livro sagrado de vossa Mãe Divina. Pedi e se vos dará. Batei e se vos abrirá. A Divina Mãe pode conferir todos os desejados poderes ocultos. Orai à Mãe Divina, praticai vossos exercícios esotéricos e podereis pedir a Ela a clarividência, a telepatia, a clariaudiência, as faculdades do desdobramento astral e outros mais. Podeis estar seguros de que vossa Divina Mãe saberá escutar vossos rogos. Meditem profundamente todos os dias na Mãe Divina, orando e suplicando. Precisais ser devorados pela serpente.

Um (1) é o homem. Dois (2) é a mulher. O homem é uma coluna do templo e a mulher é a outra coluna. As duas colunas não devem estar nem muito perto e nem muito distantes entre si. Deve haver um espaço, para que a luz passe entre elas.

Transmutemos o chumbo da personalidade no ouro puro do espírito. Alquimia é transmutar a lua em sol. A lua é a alma e o sol é o Cristo Interno. Precisamos cristificar-nos. Nenhum ser humano pode retornar ao Pai sem haver sido devorado pela serpente. Ninguém pode ser devorado pela serpente sem que haja trabalhado na Frágua Acesa de Vulcano, o sexo.

A chave da cristificação é o Arcano A.Z.F. O mantram do Grande Arcano é I.A.O.
I (ignis), fogo.
A (aqua), água.
O (origo), princípio.

A Frágua Acesa de Vulcano desce de Marte para retemperar sua espada e conquistar o coração de Vênus, Hércules para limpar os estábulos do rei Áugias com o fogo sagrado e Perseu para cortar a cabeça da Medusa.
Amados discípulos, recordem que nossa Mãe Divina é Nuit e que sua palavra é 56, número que se decompõe cabalisticamente assim: 5 + 6 = 11… e 1 + 1 = 2.
Um é o Pai, dois é Ela, Nuit, a Divina Mãe Kundalini.
Vejamos agora uma prática para se trabalhar com a Mãe Divina.Trata-se de um exercício que deve ser feito com bastante fervor.

PRÁTICA
1°) – Deitem-se no leito, boca para cima, com o corpo todo relaxado.
2°) – Adormeçam, meditando na Serpente de fogo, que se encontra no chacra do cóccix.
3°) – Orem com todo coração, meditando na seguinte passagem do Ritual Sagrado:
INVOCAÇÃO
“Sê tu, ó Hadith, meu segredo, o mistério gnóstico de meu ser, o ponto central de minha conexão, meu coração mesmo, e floresce em meus lábios fecundos, feito Verbo. Lá em cima, nos céus infinitos, na altura profunda do desconhecido, o resplendor incessante de luz é a nua beleza de Nuit. Ela inclina-se, curva-se em êxtase deleitoso, para receber o ósculo do secreto desejo de Hadith. A alada esfera e o azul dos céus são meus.”
O A O KAKOF NA KHONSA
O A O KAKOF NA KHONSA
O A O KAKOF NA KHONSA
Estes mantrans têm o poder de transmutar a energia sexual em luz e fogo dentro do laboratório alquimista do organismo humano. A oração com seus mantrans pode ser utilizada também na magia sexual. Esta oração com seus mantrans é uma chave onipotente para meditar na Mãe Divina.

O Mestre Huiracocha disse em sua novela Rosa-Cruz:
“Quando o homem se une no ato secreto à mulher, torna-se um Deus, pois, neste momento, ele se converte em criador. Os videntes dizem que, nesse preciso momento do amor, do espasmo, vêem os dois seres envoltos em uma rajada de luz muito brilhante: envolvem-se nas forças mais sutis e potentes que existem na natureza. Se sabem aproveitar o momento, (não ejaculando o Ens Seminis), se sabem reter essa vibração, com ela podem operar, como o mago para se purificar e conseguir tudo. Se não sabem respeitar essa luz, ela os abandonará para recluir-se nas correntes universais, porém, deixando atrás de si as portas abertas por onde se introduz o mal. O amor converte-se em ódio e a ilusão dá lugar à decepção”.

Com a oração mântrica que ensinamos, retemos a brilhante luz cósmica que envolve o casal humano no instante supremo do amor, com a condição de evitar, a todo custo, a ejaculação do Ens Seminis. Os mantrans desta invocação têm o poder de transmutar as energias criadoras em luz e fogo.

Os solteiros e solteiras podem transmutar e sublimar suas energias sexuais com esta prece e com estes mantrans, levando-as até o coração.
Urge sublimar as energias e levá-las até o coração. Saibam que, no templo-coração, estas energias criadoras misturam-se com as forças do Cristo e sobem aos mundos superiores. No templo-coração, vive o Cristo Interno.

A cruz da Iniciação recebe-se no templo-coração.
Esta oração mântrica também é uma fórmula de poder sacerdotal que o mago utiliza, em suas práticas de meditação interna, para chegar aos pés de sua Mãe Divina. Se a meditação é perfeita, a Mãe Adorável e Divina escutará o chamado e virá até o invocador, que aprenderá com Ela coisas inefáveis do paraíso.

Ela é Devi Kundalini. Ela é a Papisa do Tarot. A Mãe Divina sempre escuta seus devotos. Na sagrada terra dos Vedas, o iluminado Ramakrishna foi um de seus maiores devotos.

Quereis as alturas do Nirvi-kalpa-samadhi? Precisais desenvolver a Anubaya (percepção de vosso Deus interno na meditação)? Quereis a ciência de Jinas?… Recordai que tendes uma Mãe Adorável. Pedi e se vos dará. Batei e se vos abrirá.

Curso Esotérico de Cabala- Samael Aun Weor

Uma resposta para "Estudo dos Arcanos do Tarot – Arcano 2: A Sacerdotisa"

  1. Anderson Camargo Enviado em 12/30/2015 às 17:21

    Olá.

    Coloque seu site no Tela de Site e aumente o tráfego de visitantes no seu site.

    Se você precisa divlgar seu site de uma analisada, vale a pena.

    O endereço esta linkado ai no meu nome.

    Obrigado pela atenção.

Deixe uma resposta

*